Ta-In e Ta-Na

História Tailandesa

Certa vez, em uma aldeia Tailandesa viviam dois velhinhos, Ta-In e Ta-Na. Os dois eram pescadores e grandes amigos. Todos os dias eles iam para o mar juntos e sempre pescavam muitos peixes, quando um deles não pescava tão bem, o outro sempre dividia os peixes para que os dois voltassem para casa com a mesma quantidade.

Um dia, acordaram bem cedo e foram para o mar, mas nesse dia aconteceu algo muito estranho, passou-se a manhã toda e não conseguiram pescar nada, passou a tarde toda e nada, estava anoitecendo e não conseguiram nem um único peixinho.

Isso nunca tinha acontecido e eles começaram a ficar com fome. De repente, um peixe fisgou o anzol de Ta-In, e era um peixe enorme, tão grande que ele não conseguia colocá-lo dentro do barco. Na mesma hora, Ta-Na foi ajudá-lo e juntos levaram o peixe para a terra. Agora teriam o que comer.

Assim que pisaram na praia Ta-In falou:

– Meu amigo, boa noite, vou para casa preparar este peixe!

– Como assim? Eu te ajudei a carregar o peixe, tenho direito à metade dele – falou Ta-Na.

– Mas o peixe fisgou o meu anzol!!!

– Mas eu ajudei a carregar!!!

Então, eles começaram a discutir de tal maneira que um pescador conhecido de ambos, Ta-Ul, que estava passando perto, foi ver o que estava acontecendo.

Os dois explicaram os seus pontos de vista, pedindo que Ta-Ul tomasse partido, porém ele falou:

– Tenho a solução para vocês! Se o peixe fisgou o anzol de Ta-In, ele deve ficar com a cabeça, como Ta-Na ajudou a carregar, ele deve ficar com o rabo.

A princípio os dois gostaram da ideia, mas então Ta-In falou:

– Se eu ficarei com a cabeça e Ta-Na com o rabo, quem ficará com o corpo?

– Ora, serei eu – falou Ta-Ul – se eu não tivesse aparecido aqui e dado a solução, vocês dois ficariam brigando até amanhã, como resolvi o problema, o corpo é meu.

Eles acabaram concordando porque não aguentavam mais discutir, mas desse dia em diante, nunca mais brigaram por nada.

***

Clique aqui para lera história O presente invisível

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *