A lenda do girassol

História indígena

Certa vez, em uma tribo do Amazonas chamada Ianomâmi, nasceu uma indiazinha de cabelos dourados.

Todos ficaram espantados, pois nunca tinham visto algo semelhante. Ela recebeu o nome de Ianaã, que significa deusa do sol.

Ela cresceu forte e bela e todos os índios da tribo queriam se casar com ela, mas ela sempre recusava dizendo que ainda não era a hora.

Um dia, ela estava nadando no rio quando sentiu em sua pele os raios do sol, como se a abraçasse. Foi a primeira vez que o Sol percebeu a sua existência e no mesmo momento, se apaixonou por ela.

Ianaã também sentiu o mesmo e desde esse dia, ela sempre ia até o rio para nadar com o Sol.

Um tempo depois, sem nenhuma explicação Ianaã ficou muito doente e não podia mais sair de sua oca. O pajé foi chamado e fez de tudo para salvá-la, mas foi em vão e ela acabou morrendo.

Toda a tribo chorou a sua perda, por muito tempo todos viveram em profunda tristeza. Entretanto, o mais surpreendente foi que o sol desapareceu, por muitos meses ele ficou escondido chorando a sua dor.

Ela tinha sido enterrada na beira do rio, porque era o seu local preferido na aldeia.

Quando o sol apareceu novamente, começou a brotar, no local onde Ianaã foi enterrada, uma plantinha que ninguém conhecia. Depois de um tempo a planta ficou grande e forte e dela nasceu uma linda flor de pétalas amarelas. Todos os dias, a flor ficava voltada para o sol, acompanhando o seu movimento no céu. Suas sementes se tornaram alimento para o povo.

Essa linda flor foi batizada de girassol.

***

Clique aqui para ler a história A paz perfeita

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *