A aldeia

Autor desconhecido

Certa vez, um homem estava viajando e passou por uma aldeia para descansar. Aquele local era um lugar de descanso para vários viajantes.

O homem, depois de se hospedar em uma pousada foi até à praça para comer em uma barraquinha que vendia macarrão, encontrou um velho e começou a conversar com ele.

– Que tipo de pessoas vive nesse lugar? – perguntou o homem ao velho.

– Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você veio?

– O pior tipo de gente, a minha cidade é cheia de pessoas da pior espécie.

– Pois, o mesmo tipo de pessoas você encontrará aqui – respondeu o velho.

No dia seguinte o homem foi embora.

Dias depois um jovem chegou na aldeia, da mesma maneira que o outro se hospedou, foi até à praça para comer e encontrou na barraquinha de macarrão o mesmo velho.

– Que tipo de pessoas vive nesse lugar? – perguntou o jovem ao velho.

– Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você veio?

– O melhor tipo de gente, lá as pessoas são amáveis e amigas.

– O mesmo tipo de gente você vai encontrar aqui.

Depois de comer, o jovem foi embora e o dono da barraquinha perguntou ao velho:

– Como é possível que você dê respostas tão diferentes para duas pessoas?

– Cada um vê o ambiente onde vive de acordo com o seu coração. A maneira que você vê o mundo à sua volta é igual aos seus sentimentos internos. Portanto, para que o mundo mude, é preciso mudar o seu coração e sua maneira de enxergá-lo.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui para ler a história O pedido de empréstimo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.