A girafa

Lenda Africana

No tempo que os animais falavam, muitos eram diferentes da maneira como são hoje. A girafa, por exemplo, não tinha o pescoço comprido de agora.

Aconteceu, naquela época, uma terrível seca, muitos animais haviam morrido de sede e fome e todos os dias tinham que andar muitos quilômetros para encontrar água e alimento.

Um dia, andavam juntos um rinoceronte e uma girafa:

– Veja que situação, amigo, está tudo seco! – falou a girafa.

– Hummm, muito triste – respondeu o rinoceronte, que não era de falar muito.

– Veja! Se nós pudéssemos alcançar os galhos mais altos, não passaríamos tanta fome.

– Poderíamos pedir ajuda ao feiticeiro – sugeriu o rinoceronte.

– Boa ideia! Vamos!

Depois de ouvir as queixas da girafa e do rinoceronte, o feiticeiro falou:

– Voltem aqui amanhã, ao meio-dia, vou fazer uma poção para que cresça o pescoço de vocês e assim, não sentirão tanta fome.

No dia seguinte a girafa chegou na hora marcada, porém o rinoceronte, encontrou um amigo no caminho e acabou perdendo a hora.

A girafa então tomou sozinha a poção que deveria ser para os dois. Ela fechou os olhos e imediatamente começou a se sentir estranha, seu pescoço foi crescendo, crescendo, crescendo.

Quando abriu os olhos, sentiu-se tonta por causa da altura.

Assim que melhorou, ela foi depressa para a árvore de acácia mais próxima e pode comer as folhas mais altas, bem verdinhas e deliciosas.

Quando o rinoceronte chegou, ficou muito irritado e pediu que o feiticeiro fizesse outra poção para ele, mas o feiticeiro se negou, dizendo que tinha mais o que fazer da vida.

O rinoceronte ficou muito bravo e falou mal do feiticeiro para todos os rinocerontes. Desde esse dia todos os rinocerontes ficaram zangados com as pessoas e sempre as perseguem quando se aproximam.

***

Clique aqui para ler a história O caçador e o urso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *