Pedro Malasartes

História de Figueiredo Pimentel

Certa vez, nasceu um menino que aprontava muito, mesmo seus pais que eram calmos, não aguentavam mais as estripulias do garoto. Sempre tinham que se desculpar com os vizinhos por causa dele.

Assim que ele fez dezoito anos o mandaram procurar um emprego, de preferência bem longe.

Sua mãe fez uma trouxa, colocou uma panela, alguns alimentos, algumas roupas e o rapaz se foi.

Depois de muito caminhar, ele parou na beira de uma estrada para fazer uma refeição, acendeu uma fogueira e começou a preparar sua janta. Quando já estava quase pronta, viu de longe dois homens que vinham trazendo doze porcos pela estrada.

Ele, rapidamente, com a ajuda de um pedaço de pau, enterrou a fogueira e ficou sentado com a panela que ainda borbulhava.

Os homens passaram por ele e perguntaram o que ele estava fazendo. Ele explicou que estava fazendo a janta:

– Mas sem fogo? Como pode?

– Essa panela não precisa de fogo, é só colocar o alimento e ela cozinha sozinha.

Os homens ficaram admirados, nunca tinham visto coisa semelhante e pensaram o quanto aquela panela seria útil para suas viagens. Imediatamente um deles falou:

– Venda essa panela para nós?

– Até vendo, mas é bem cara, porque eu paguei muito caro também.

– Quanto você quer?

– Eu posso trocar… pelos porcos.

Os homens acharam aquele um bom negócio e fizeram a troca. Pedro então foi conduzindo os porcos até que chegou em uma fazenda, lá ele foi até o dono e propôs vender os porcos a ele por um preço bem vantajoso em troca de que ele lhe desse um emprego na fazenda.

O fazendeiro achou a proposta muito boa e o contratou.

Um tempo depois, esse fazendeiro foi fazer uma viagem com sua esposa. Assim que ele foi embora apareceu na fazenda um homem querendo comprar os porcos, Pedro aceitou fazer a venda.

Agora Pedro tinha um problema, seu patrão chegaria em alguns dias e ele precisava explicar o sumiço dos porcos. Ele foi até a feira da cidade e comprou doze rabos de porco. Foi até um lamaçal que tinha na fazenda e colocou os rabinhos na lama.

Assim que o fazendeiro chegou Pedro foi contando:

– Aconteceu um desastre Sr. Fazendeiro, quando o senhor estava viajando, aconteceu uma tempestade, os porcos fugiram e foram até o lamaçal aqui da fazenda, afundaram da lama e morreram todos.

O fazendeiro foi lá e viu os rabinhos dos porcos para fora da lama e acreditou em Pedro.

Pedro pediu demissão e foi embora cheio da grana, já pensando em outros golpes para dar pelo mundo. Conselho de vó: Não seja um Pedro Malasartes, enganar as pessoas é muito errado e um dia a vida cobra com juros.

***

Clique aqui para ler a história A viagem de navio

Ajude esse site a se manter no ar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.