Botão ajude este site

Ananse e o bom senso

História africana

Um dia, Ananse, o mesmo do baú de histórias, pensou que se conseguisse reunir todo o bom senso do mundo em uma cabaça, poderia dar seus conselhos em troca de dinheiro e ficaria rico.

Então, ele saiu pelo mundo, conhecendo e conversando com as pessoas e assim, recolhendo todo o bom senso que encontrava.

Quando viu, estava com a cabaça cheia. Ele voltou para casa e para que ninguém a roubasse, teve a ideia de guardá-la no alto de uma árvore em seu quintal.

Ele amarrou uma corda no gargalo da cabaça, amarrou-a no pescoço e foi subindo a árvore, mas estava muito difícil subir porque a cabaça ficava balançando para lá e para cá em sua barriga.

Lá embaixo apareceu um menino que começou a rir ao ver a situação de Ananse.

Ele ficou irritado com a risada do menino e falou:

– Por que está rindo menino?

– Você é muito bobo, por que não coloca a cabaça nas costas?

Ao ouvir essas palavras ele percebeu que, mesmo sendo dono de todo o bom senso do mundo, ainda fazia bobagens.

Ele viu que é impossível uma única pessoa ser dona de todo o bom senso e seria loucura vendê-lo, seria desleal já que todos cometemos erros.

Então ele desamarrou a cabaça e a jogou lá de cima. Ela se despedaçou no chão esparramando todo o bom senso que se espalhou pelo mundo novamente. Assim todas as pessoas do mundo têm um pouco do bom senso e compartilham entre si esse conhecimento.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui para ler a história As duas irmãs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.