O menino e os pregos

História de Esopo

Havia um menino de temperamento muito difícil, facilmente se enfurecia e brigava com todos à sua volta.

Seu pai, cansado de vê-lo brigando com todo mundo, chegou para o menino e falou:

– De agora em diante, toda vez que você se enfurecer, deverá ir até à porta do seu quarto e pregar um prego. Bata com toda força e desconte sua raiva no prego.

O pai deu a ele um martelo e um saco cheio de pregos.

No primeiro dia o menino colocou 42 pregos na porta, no dia seguinte 37, no outro dia 31, e assim dia após dia o número de pregos diminuía conforme ele conseguia entender seus sentimentos e canalizar sua raiva para a ação de pregar os pregos.

Despois de algumas semanas, pela primeira vez, ele passou um dia inteiro sem pregar um único prego na porta.

Nesse dia, seu pai falou para o filho:

– Agora, quero que você retire todos os pregos que você já pregou na sua porta, quando terminar me chame.

O menino fez o que o pai mandou e depois de algumas horas conseguiu remover todos os pregos. Ele chamou o seu pai para ver e o homem lhe falou:

– Veja a porta, olhe como ela ficou cheia de buracos. Entenda que, mesmo depois de pedir perdão e tentar reparar o erro cometido, ainda restam vestígios do ocorrido, nada volta a ser como antes. De agora em diante preste muita atenção em todos os seus atos e pense nas suas consequências, principalmente nas pessoas a sua volta.

***

Ajude esse site a se manter ativo

Clique aqui para ler a história Aracne

2 comentários em “O menino e os pregos”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.