A Flor de Lótus

História indiana

Certa vez, reuniram-se o Fogo, a Terra, a Água e o Ar. Os quatro irmãos estavam tendo uma conversa agradável às margens de um lago de águas tranquilas e sentiam-se felizes por poderem se encontrar, já que eram sempre tão ocupados.

Começaram a contar o que estavam fazendo, sobre as coisas que estavam construindo e destruindo pelo mundo. Falavam também sobre o papel de cada um na lei divina.

Em certo momento passaram a falar dos homens e o quanto eles estavam sendo ingratos com a natureza e o fato de não darem o devido valor à vida.

Depois de muito conversarem, resolveram deixar ao planeta uma recordação desse encontro tão raro. Decidiram criar um ser que trouxesse em sua essência uma contribuição de cada um dos elementos com harmonia e beleza.

Então, um deles sugeriu usar o próprio lago para ser a morada deste ser.

Criaram a Flor de Lótus.

A Terra ofereceu o melhor de si para alimentar as suas raízes.

A Água ofereceu a força para seu crescimento.

O Ar ofereceu suas melhores brisas para lhe dar energia.

Para finalizar o projeto, o Fogo ofereceu o seu calor através do sol para lhe trazer suas cores e o impulso para desabrochar.

Resolveram, em vez de punir o homem pelo seu desrespeito, deixar uma lembrança da pureza da criação e da perfeição que o homem poderia alcançar.

No budismo, o significado da Flor de Lótus é a pureza do corpo e da mente.

Dizem que quando o menino Buda deu os primeiros passos, em todos os lugares que pisou, flores de lótus desabrocharam.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui para ler a história Os três cabritinhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.