Botão ajude este site

A roseira orgulhosa

Fábula de Esopo

Certa vez, em um lindo jardim, viviam muitas flores, arbustos e diversas outras espécies de plantas, inclusive uma linda roseira que estava sempre florida.

A roseira tinha muito orgulho de sua beleza e por isso se achava a melhor de todas as plantas do jardim.

Ela era revoltada porque perto dela vivia um cacto. A roseira vivia humilhando o cacto, dizia que ele era muito feio e sem graça, nem permitia que suas raízes encostassem nas dele. O cacto ficava quieto e tentava não dar importância ao que ela falava.

As outras plantas do jardim chamavam a atenção da roseira por causa do seu comportamento, mas ela não se importava com ninguém.

Quando o verão chegou, o poço do jardim secou e as plantas começara a sofrer com a falta d’água, mas quem mais sofreu foi a roseira.

Em pouco tempo ela começou a murchar, suas rosas todas caíram por terra e ela ficou seca e feia.

Vendo que a roseira poderia morrer o cacto, que estava próximo ofereceu ajuda, já que ele tinha muita água reservada em seu caule.

A roseira precisou engolir o seu orgulho para continuar viva e aceitou a ajuda do cacto permitindo que ele lhe passasse água por meio da raiz.

Depois disso ela passou a respeitá-lo e nunca mais o humilhou.

Conselho de vó: Não espere passar por períodos de seca em sua vida para aprender a respeitar o próximo.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui parar ler a história A Flor de Lótus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.