O caranguejo e o macaco

Autor desconhecido

Certa vez, o caranguejo estava andando pela praia quando encontrou um bolinho de arroz muito apetitoso e como ele estava cansado de comer as mesmas coisas no mar, resolveu experimentar aquela coisa diferente.

Mas, antes de dar uma mordida, o caranguejo foi surpreendido pelo macaco que também queria comer o bolinho de arroz.

– Me dê esse bolinho, caranguejo! – falou o macaco.

– Não, eu o encontrei, ele é meu!

– Vamos negociar então, você me dá o seu bolinho e eu te dou algumas sementes de caqui.

– Caqui!

– Sim, é uma fruta maravilhosa, muito doce, se você me der esse bolinho e plantar o caqui, em pouco tempo terá uma grande árvore cheia de frutos deliciosos. Pense no quanto você vai lucrar com esse negócio.

O caranguejo pensou, pensou, avaliou os benefícios da troca e resolveu investir. Ele deu o bolinho, pegou as sementes e as plantou.

Todos os dias, o caranguejo ia até ao pé de caqui para ver como ele estava.

Um tempo depois, o lindo pé de caqui começou a dar frutos, o caranguejo ficava olhando os caquis amadurecendo e estava muito feliz com o negócio que tinha feito.

Quando os caquis amadureceram, ele percebeu que não seria possível comê-los sem a ajuda de algum outro animal que pudesse apanhá-los na árvore para levar até ele.

Foi então que apareceu novamente o macaco:

– Olá, caranguejo! Posso te ajudar?

– Sim, por favor, jogue os caquis aqui porque eu quero comer.

– Ah! Mas então vamos negociar!

– Como assim negociar?

– E o meu trabalho de apanhar os caquis e jogá-los para você?

– Mas a gente fez um negócio, é a minha vez que colher os frutos do meu investimento!

– Pode colher! – falou o macaco.

– Mas, eu não consigo.

– Então faça um negócio comigo, eu te jogo um caqui e depois como o resto!

– Isso não é um negócio, não é justo.

– Então, não posso fazer nada e já que você não vai comer, eu como!

Conselho de vó – Nem todo negócio lucrativo é um bom negócio.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui para ler a história Sakura e Yohiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.