Pedro Malasartes e o Urubu

História de Figueiredo Pimentel

Certa vez, Pedro Malasartes ia andando pela feira quando parou para ouvir uma mulher que conversava com a amiga. Ela estava contando que à noite faria uma surpresa para o marido, assando um leitão e um franguinho. Ela dizia que prepararia a mesa com uma comida simples e depois faria a surpresa.

O estômago de Pedro roncou só de pensar no leitão e no franguinho. Então começou a matutar uma maneira de também aproveitar o banquete.

Ele seguiu a mulher até sua casa e começou a colocar seu plano em ação.

Pegou uma rede e ficou à espreita até ver um urubu que estava parado descansando.

Foi se aproximando de mansinho, jogou a rede e capturou o animal.

Quando chegou à noite, colocou o urubu debaixo do braço e ficou esperando o homem chegar, quando viu que ele ia entrar na casa, pulou na sua frente e começou a falar:

– Meu senhor, poderia ajudar esse pobre homem e seu sábio urubu?

– Sábio urubu?

– Sim, meu urubu é um sábio, que vê o futuro, ele ainda fala, mas só eu, que sou seu dono, consigo entender.

O homem ficou curioso com o que Pedro estava falando.

– Como posso te ajudar?

– Estou com muita fome, eu e meu urubu podemos jantar com o senhor.

O homem aceitou recebê-lo. A mulher, quando entrou na sala ficou assustada por ver o urubu debaixo do braço de Pedro, mas como o marido havia aceitado, não falou nada.

Eles foram se sentar a mesa e Pedro deu um cutucão no urubu, que soltou um gritinho.

– Meu urubu está prevendo que sua mulher fará uma surpresa para o senhor, ela assou um franguinho.

A mulher levou um susto e disse:

– Isso mesmo, assei um franguinho.

Ela foi até a cozinha, pegou o frango e levou à mesa.

Assim que colocou o frango na mesa, Pedro deu outro cutucão no urubu que soltou outro gritinho, então Pedro falou:

– Não me diga?

– O que ele disse? – perguntou o homem.

– Ele está dizendo que sua mulher também assou um leitão.

A mulher ficou de queixo caído.

– Assei mesmo, como é possível esse animal saber?

Ela foi até a cozinha e pegou o leitão. Eles jantaram fartamente e até o urubu se deliciou com a comida.

No final, Pedro Malasartes ainda vendeu o urubu ao homem dizendo que se ele fosse o dono poderia entender a língua do urubu e fazer todas as previsões que desejasse.

***

Ajude esse site a se manter ativo

Clique aqui para ler a história As quatro bolas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.