A xícara de chá

História budista

Havia um mosteiro no alto de uma montanha e lá vivia um grande mestre que era procurado por muitas pessoas para receberem seus conselhos.

Um dia, um homem que dedicou toda sua vida em busca da sabedoria, ficou sabendo do grande mestre e foi à montanha para conhecê-lo.

Ele cruzou o país para chegar ao mosteiro e foi recebido pelo próprio mestre que o convidou para tomarem um chá. Os dois se sentaram e o mestre encheu as duas xícaras.

O homem estava tão entusiasmado com o encontro que não parava de falar um único minuto, contou ao grande mestre sobre suas peregrinações, sobre os livros que havia lido, sobre tudo que havia aprendido, falou o quanto era inteligente e até recitou frases de grandes pensadores.

O mestre, calmamente seguiu tomando o seu chá e quando terminou de beber sua xícara encheu-a novamente, depois começou a encher a xícara do visitante, mas como ele não havia tomado um único gole porque não parava de falar, a xícara transbordou, a mesa ficou molhada e o chá foi escorrendo para o chão.

O homem ficou surpreso com o que estava acontecendo e gritou:

– Pare! Não vê que está molhando tudo?

Então, o mestre, calmamente falou: – Assim como essa xícara, sua mente está cheia de certezas e nada que eu possa lhe transmitir será capaz de fazer diferença para sua vida.  Agora vá embora, esvazie sua xícara. Quando sua mente estiver vazia, retorne e nós conversaremos.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui para ler a história A mosca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.