A lenda do pequi

Lenda indígena

Certa vez, em uma tribo indígena, vivia um casal, a índia Tainá que era muito linda e inteligente e o índio Maluá, um forte guerreiro, eles eram muito felizes.

Depois de um tempo de casados, estavam tristes porque Tainá não conseguira engravidar, então, pediram ao deus Cananxiué a graça de terem um filho, o que aconteceu depois de um ano quando nasceu o curumim Uadi.

Mas, o que ninguém entendia era que o menino havia nascido com cabelos dourados. Então Maluá explicou a todos que o filho era na verdade do deus Cananxiué.

Depois de um tempo, quando Uadi já era um menino, o deus Cananxiué veio até à família buscar o menino. Tainá e Maluá não queriam que ele fosse embora e começaram a chorar.

Então, o deus Cananxiué, agradeceu ao casal por terem criado o seu filho até aquele momento, explicou que era hora de ele viver com o pai que era um deus, mas que em agradecimento pelo que haviam feito, nasceria na tribo uma árvore de frutos doces e amarelos, iguais aos cabelos de Uadi.

Deu a eles a graça de a cada floração conceberem mais um filho e garantiu que formariam uma grande família.

Daí nasceu o primeiro pequizeiro, que é considerado um ótimo remédio para os casais que querem ter filhos, mas não conseguem.

***

Ajude esse site a se manter no ar

Clique aqui para ler a história O ratinho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.